sexta-feira, 4 de junho de 2010

Teleférico do Alemão estará pronto em agosto


Estado já instala cabos entre as estações. Prefeitura prevê até 2012 nova linha de bondinhos ligando o Morro da Conceição a museu de arte carioca a ser construído na Praça Mauá


02/06/2010 - O Dia
Rio - As obras do teleférico do Complexo do Alemão entraram na reta final. A expectativa é que o equipamento fique pronto em agosto para uso dos moradores das favelas. Todos os pilares já foram fixados e operários já começaram a colocar o cabo-guia nas estações de Bonsucesso — única fora da comunidade — e dos morros do Adeus e Baiana. A próxima etapa, prevista para ser concluída este mês, é o cabeamento que vai segurar as cabines de transporte de passageiros. A prefeitura planeja construir outro teleférico, desta vez ligando o Morro da Conceição a um novo museu, no Centro do Rio.
Foto: Carlo Wrede / Agência O Dia
Cabos-guia e fios ópticos já estão sendo instalados no Teleférico do Alemão. Emop prevê que cabines estejam funcionando em agosto | Foto: Carlo Wrede / Agência O Dia
Empresa de Obras Públicas do Estado do Rio de Janeiro (Emop), responsável pelo teleférico do Complexo do Alemão, explicou que paralelamente ao cabo-guia estão sendo colocados fios ópticos, que vão repassar dados entre as estações e permitir que o sistema funcione sem falhas. Mês que vem, as 152 cabines com capacidade para 10 pessoas cada começaram a ser acopladas aos cabos. Ao todo, 30 mil pessoas por dia devem usar o novo meio de transporte, que fará o percurso entre o alto do morro e a estação de trem de Bonsucesso em 19 minutos.
Sistema supermoderno
Bondinhos também partirão do Morro da Conceição em direção à Praça Mauá. O projeto faz parte das obras do Museu de Arte do Rio (MAR), lançadas ontem. “A proposta do museu é muito carioca, divertida e urbana. Ele, inclusive, vai funcionar em horários alternativos, na hora em que as ruas da Praça Mauá vão ficar movimentadas com as baladas. Vamos fazer um museu que fica à ‘beira-morro’”, brinca Leonel Kaz, curador do MAR.
Ainda não há data marcada para o início da construção do teleférico do Morro da Conceição. Os responsáveis pelo projeto preveem que os bondinhos estejam prontos junto com o museu, no primeiro trimestre de 2012. Também anexa ao Museu de Arte do Rio vai ficar a Escola do Olhar, onde alunos da rede pública aprenderão noções de arte.
O complexo cultural custará R$ 43 milhões e faz parte do programa de revitalização da Zona Portuária. O MAR ocupará o atual Palácio Dom João VI e a Escola do Olhar, o antigo prédio do Hospital da Polícia Civil.
O espaço terá três mil metros quadrados e será interligado por passarela externa, que permitirá ao visitante circular pelas áreas abertas do museu mesmo antes de entrar nos salões. O projeto prevê Praça Suspensa com bar panorâmico e grande laje que simula as ondas do oceano. “É um empreendimento que vai transformar a vida da cidade. Ele realça a identidade cultural dessas áreas”, aposta o prefeito Eduardo Paes.
Reportagem de Christina Nascimento e João Noé

Nenhum comentário:

Postar um comentário