quarta-feira, 6 de julho de 2011

Teleférico leva serviços do asfalto para o Alemão

06/07/2011 - O Dia; Felipe Freire

Entregas em domicílio, bancos, Correio e até posto do INSS vão ‘invadir’ complexo de favelas com chegada do novo transporte, que começa a funcionar na segunda-feira:

Rio - O Teleférico do Alemão já está levando ao complexo de favelas serviços antes restritos ao asfalto. Entregas em domicílio, bancos, posto do INSS e agência dos Correios prometem ‘invadir’ as comunidades, onde comerciantes já contam com crescimento do fluxo de fregueses para aumentar o lucro. O novo meio de transporte será inaugurado amanhã com a presidenta Dilma Rousseff, mas entra em funcionamento para a população segunda-feira.

Passagem custará R$ 1 e moradores terão um bilhete gratuito de ida e volta por dia. Comércio local se anima com perspectiva de maior fluxo de clientes | Foto: Deisi Rezende / Agência O Dia

Dentro e fora do complexo, o comércio planeja serviços de entrega em casa. “Faremos o serviço de entrega a pé, de moto e de teleférico”, anunciou o diretor de Relações Institucionais da Drogasmil, Rogério Azambuja, sobre a loja colada à estação do Itararé.

Com ponto há mais de 30 anos na Praça das Nações, em Bonsucesso, o dono da lanchonete Kuka’s, Fernando Pires Alves, estuda reativar o ‘delivery’ de lanches e quentinhas nas favelas. “O teleférico é a ferramenta”, observa. A praça é o endereço da estação de trem do bairro, onde desemboca o teleférico.

“Já estamos conversando com grandes empresas que querem vir ao Alemão e quiosques vão ser instalados nas estações”, divulgou o presidente da Empresa de Obras Públicas do Estado (Emop), Ícaro Moreno Júnior.

Nas seis estações, foram instalados caixas eletrônicos da Caixa Econômica Federal e agência do Banco do Brasil. Na parada do Alemão será inaugurado um posto do INSS, uma agência dos Correios, um Centro de Referência da Juventude e a Casa de Direitos, com serviços para casamentos, orientações jurídicas, emissão de carteiras de trabalho e de identidade.

Gratuidade para morador

Os 3,5 km de rede suspensa, integrada à estação de trem de Bonsucesso, serão percorridos em 16 minutos por R$ 1, conforme constatou equipe de O DIA, que viajou no teleférico. Moradores da comunidade cadastrados terão direito a uma passagem gratuita por dia, de ida e volta. Estima-se que 30 mil pessoas serão beneficiadas diariamente.

A 18km/h, as 152 gôndolas, passam por 6 estações (Bonsucesso, Adeus, Baiana, Alemão, Itararé e Fazendinha). O embarque é com a cabine em movimento lento. Elas funcionarão 10 horas por dia. Inicialmente o serviço será operado em períodos de duas a quatro horas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário