quarta-feira, 21 de agosto de 2013

Obras do teleférico de São Bernardo do Campo começam em 2014

15/08/2013 - Via Trólebus

Teleférico do Rio de Janeiro semelhante ao projeto de São Bernardo do Campo

A cidade de São Bernardo do Campo deve ganhar um modal de transportes bem conhecido em parques, mas que pode servir também a locomoção de pessoas: O teleférico. Segundo a previsão da prefeitura da cidade, as obras podem começar no segundo semestre do ano que vem.

O projeto depende da assinatura do contrato com o Banco Mundial no valor de aproximadamente R$ 500 milhões para a execução de quatro empreendimentos na área de mobilidade na cidade, entre os quais o equipamento de transporte via cabo em áreas montanhosas. "As negociações para essa verba já estão bem adiantadas. Possivelmente, até meados do ano que vem o financiamento já esteja assinado", declarou o titular da Pasta.

De acordo com a prefeitura, a expectativa é que os teleféricos estejam em funcionamento no segundo semestre de 2015, quando está prevista a finalização de três corredores de ônibus na cidade. "É interessante estar pronto junto. Por exemplo, a estação final do corredor Leste/Oeste, na Rua Tiradentes, vai ter estação de teleférico também, porque lá estaremos no meio de dois morros", disse o secretário de Transportes e Vias Públicas, Oscar Silveira Campos. Os outros pontos previstos para ter o sistema de bondinho é na Avenida Dom Pedro de Alcântara, bairro Montanhão, e na Estrada do Montanhão, Parque Selecta.

O teleférico será integrado com o sistema municipal de ônibus. "Sem integração com os corredores de ônibus perde eficiência, porque o munícipe teria que descer dele e pegar outro tipo de transporte. Por isso, planejamos terminar o projeto junto com os corredores", afirmou o secretário.

A estimativa é que o sistema receba investimento de aproximadamente R$ 220 milhões. "Como ainda está no projeto básico, temos somente uma previsão. Pode haver mudança nesse valor quando tivermos o projeto executivo nas mãos", ponderou Campos.

De acordo com o secretário, o modelo de teleférico usado em São Bernardo será semelhante ao existente na Venezuela. "A gente acha que é o que mais se aproxima com o que queremos fazer aqui. É um sistema que faz integração dentro dos morros, com várias estações, e não leva apenas passageiros até o pé do morro."

Campos disse que a previsão é de que o modal tenha uma linha de seis a sete quilômetros, com um ponto de acesso aos passageiros a cada quilômetro. Nos locais mais baixos serão feitas as estações. A estimativa é de que 12 pequenos terminais sejam feitos. Os bondinhos circularão em velocidade média de 25 km/h. "As obras mais significativas para o teleférico são as estações. Então, será mais rápido para fazer do que os corredores de ônibus, que necessitam de intervenções nas ruas. O teleférico já vem fabricado e pré-montando." (Com as informações do Diário do Grande ABC).

Fonte: Via Trolebus 

Nenhum comentário:

Postar um comentário